... e do Mundo! Fotografe, localize, compartilhe!
  1. Mídias
  2. Hemidactylus mabouia

Hemidactylus mabouia

Publicado por Aléssio

no dia 22/02/2019

12 visualizações

0 comentário

Hemidactylus mabouia

Uma nota está vinculada à imagem. Passe o mouse sobre a imagem para exibir a nota.

Escala do sujeito : não informado

Descrição

Hemydactylus mabouia é um pequeno lagarto da família Gekkonidae. Em Recife é conhecida popularmente como lagartixa, víbora ou briba. Em Manaus é conhecida como osga. É considerada como uma espécie exótica originária da Africa, tendo colonizado vários países e ecossistemas neotropicais. É uma espécie noturna que pode ser comumente encontrada em ambientes antropizados e habitações humanas. Ocorre potencialmente em todos os ambientes urbanos do Brasil [1]. Alimenta-se preponderantemente de artrópodes (insetos, aranhas e escorpiões). Dípteros (moscas, mosquitos) e aranhas são suas presas favoritas [2].

Hemydactylus mabouia é uma espécie inofensiva e não é peçonhenta. Uma de suas peculiaridades é a sua incrível capacidade de escalar na vertical, e mesmo se deslocar de cabeça para baixo, em diferentes superficies. Isto é possível graças às microestruturas em forma de filamentos de beta-queratina encontradas nas suas patas que se aderem em qualquer superfície com área de contato controlada por pressão. Esta aderência deve-se principalmente às forças moleculares, como forças de van der Waals [3].
Registro realizado em um apartamento no centro de Recife. A foto possui uma nota. Passe o mouse por cima da foto para saber mais.

Marcadores do autor

Observações

[1Rocha, C. F., Anjos, L. A., & Bergallo, H. G. (2011). Conquering Brazil: the invasion by the exotic gekkonid lizard Hemidactylus mabouia (Squamata) in Brazilian natural environments. Zoologia, 28(6)

[2Bonfiglio, F., Balestrin, R. L., & Cappellari, L. H. (2006). Diet of Hemidactylus mabouia (Sauria, Gekkonidae) in urban area of southern Brazil. Biociências, 14(2), 107-111

[3Sitti, M., & Fearing, R. S. (2003). Synthetic gecko foot-hair micro/nano-structures as dry adhesives. Journal of adhesion science and technology, 17(8), 1055-1073

Comentar

Quem é você?

Para exibir sua miniatura com a sua mensagem, registre-a inicialmente em gravatar.com (gratuito e indolor) e não esqueça de indicar o seu e-mail aqui.

Inclua aqui o seu comentário
  • Este campo aceita os atalhos SPIP {{negrito}} {itálico} -*liste [texte->url] <quote> <code> e o código html <q> <del> <ins>. Para criar parágrafos, deixe simplesmente linhas vazias.

Apoie o Portal