... e do Mundo! Fotografe, localize, compartilhe!
  1. Mídias
  2. Chromacris speciosa

Chromacris speciosa

Publicado por Josival Araújo

no dia 13/05/2019

6 visualizações

0 comentário

IMG 20190512 150016950

Escala do sujeito : não informado

Descrição

Forma adulta de Chromacris speciosa, uma espécie de gafanhoto considerada como devastadora ocasional endêmica da América do Sul. Essa espécie alimenta-se de diferentes famílias de plantas, principalmente as Fabaceae, Solanaceae, Myrtaceae, Poaceae e Gramineae. Chromacris speciosa é distribuída em toda a região do Brasil e no Paraguai, Uraguay e Argentina. C. speciosa é popularmente conhecida como “gafanhoto soldado”, e é caracterizada por seu tamanho médio, geralmente de cor verde escura, e pelas asas traseiras laranja-avermelhadas [1].

Na Estação Ecológica de Tapacurá foi destacado a ocorrência de formas jovens desse gafanhoto em áreas influenciadas pelo homem e no limite da Floresta [2], eu também observei isso em Jaguarana no limite da Floresta em uma área desmatada e coberta por gramíneas. Esse registro foi realizado na Reserva de Floresta Urbana Mata de Jaguarana, Paulista, Pernambuco.

Marcadores do autor

Observações

[1Cisneiros, R. A., de Almeida, A. V., de Melo, G. R., & Câmara, C. A. G. D. (2012). Morphometric variations in the grasshopper, Chromacris speciosa from two localities of pernambuco in northeastern Brazil. Journal of insect science, 12(1), 79.

[2Almeida AV da Camara CAG . 2008 . Distribuição de gafanhotos (Othoptera: Acridoidea) na Estação Ecológica do Tapacurá (São Lourenço da Mata, PE / Brasil) . Revista Brasileira de Biologia 68 : 21 - 24 .

Comentar

Quem é você?
  • [Conectar-se]

Para exibir sua miniatura com a sua mensagem, registre-a inicialmente em gravatar.com (gratuito e indolor) e não esqueça de indicar o seu e-mail aqui.

Inclua aqui o seu comentário
  • Este campo aceita os atalhos SPIP {{negrito}} {itálico} -*liste [texte->url] <quote> <code> e o código html <q> <del> <ins>. Para criar parágrafos, deixe simplesmente linhas vazias.

Apoie o Portal