... e do Mundo! Fotografe, localize, compartilhe!
  1. Mídias
  2. Anêmona Bunodosoma sp.

Anêmona Bunodosoma sp.

Publicado por Mattheus Norões

no dia 01/05/2021

91 visualizações

1 comentário

Anêmona Bunodosoma sp.

Escala do sujeito : não informado

Descrição

As anêmonas-do-mar estão entre os invertebrados mais resistentes dos ambientes marinhos costeiros. Anêmonas Bunodosoma sp. normalmente são encontradas entre frendas e frestas em ambientes recifais [1]. O gênero Bunodosoma é atualmente composto por 14 espécies [2].

Uma descoberta muito interessante a respeito de uma espécie pertencente ao gênero Bunodosoma é que B. cangacium pode apresentar potencial de ser utilizada como bioindicador de poluição por microplástico em ambientes recifais [3].O que significa que essa espécie tem potencial de contribuir com entendimento do nível de poluição dos nossos ambientes recifais, uma vez que também apresenta distribuição no estado de Pernambuco.

Marcadores do autor

Observações

[1K.V. Melo, F.D. Amaral. Ampliação da distribuição das anêmonas-do-mar (Cnidaria, Actiniaria) no estado de Pernambuco Brasil. Trop. Ocean, 33 (2005), pp. 19-31

[2Beneti, J. S. (2017). Revisão sistemática do gênero Bunodosoma Verrill, 1899(Cnidaria: Actiniaria: Actiniidae) e estudo de populações do Atlântico Sul [Doutorado em Zoologia, Universidade de São Paulo]. https://doi.org/10.11606/T.41.2017.tde-02122016-091956

[3Morais, L. M. S., Sarti, F., Chelazzi, D., Cincinelli, A., Giarrizzo, T., & Martinelli Filho, J. E. (2020). The sea anemone Bunodosoma cangicum as a potential biomonitor for microplastics contamination on the Brazilian Amazon coast. Environmental Pollution, 265, 114817

Seus comentários

Comentar

Quem é você?

Pour afficher votre trombine avec votre message, enregistrez-la d’abord sur gravatar.com (gratuit et indolore) et n’oubliez pas d’indiquer votre adresse e-mail ici.

Inclua aqui o seu comentário

Este campo aceita os atalhos SPIP {{negrito}} {itálico} -*liste [texte->url] <quote> <code> e o código html <q> <del> <ins>. Para criar parágrafos, deixe simplesmente linhas vazias.

Apoie o Portal