... e do Mundo! Fotografe, localize, compartilhe!
  1. Rolando a bosta pela Mata Atlântica

Rolando a bosta pela Mata Atlântica

Besouro rola bosta verde

Os besouros rola-bostas são conhecidos popularmente pelo comportamento de rolarem bolas de fezes para nidificação e alimentação. Outros hábitos alimentares além da coprofagia foram registrados em Florestas Tropicais, como a necrofagia, mirmecofilia, saprofagia, carpofagia e a predação. Devido aos seus hábitos alimentares, esses besouros desempenham importantes serviços ecossistêmicos como a reciclagem de matéria orgânica, incorporação de nutrientes no solo, aeração do solo, dispersão secundária de sementes, controle biológico de moscas hematófagas e detritívoras.

Conheça um pouco mais sobre estes animais e suas relações ecológicas no infográfico a seguir. Clique na imagem para aumentá-la.

Rolando a bosta pela Mata Atlântica
Izabella Neves e Josival Francisco

Conheça alguns personagens desta história.

Coprophanaeus ensifer - Esta espécie de besouro possui cores que variam do azul até o verde com reflexos metálicos, ocorrem em mata atlântica e cerrado e nos fragmentos do Nordeste essa espécie não possui muitos indivíduos, principalmente em fragmentos pequenos onde o desmatamento e a defaunação são intensas.

Bicho-preguiça - É uma espécie de mamífero arborícola que se alimenta predominantemente de folhas podendo explorar diretamente mais de 51 espécies vegetais. Seu nome científico é Bradypus variegatus. É um expert em camuflagem. Passa a maior parte do tempo parada no alto de árvores da mata. Seu alimento favorito é a folha da embaúba.

Didelphis albiventris - Este marsupial é conhecido popularmente por vários nomes, dependendo da região do Brasil. Em Recife é conhecido como timbu, mas no Sudeste é chamado de gambá-de-orelhas-brancas. É uma espécie comum e abundante em fragmentos de Mata Atlântica e consegue sobreviver bem em áreas abertas e até na cidade.

Deltochilum alpercata - Espécie relativamente rara de besouro-rola-bosta que caça diplópodes no chão da mata. Ainda não se sabe como é a nidificação nesse grupo de besouros, se eles utilizam os diplópodes para nidificarem ou se é outro recurso e os diplópodes são apenas um recurso adicional.

Dichotomius schiffleri - Esta espécie de besouro ocorre na costa brasileira em habitats associados a restingas preservadas, sendo portanto uma ótima espécie para mensurar o grau de distúrbio causado por ações antrópicas nestes ambientes.

Apoie o Portal